terça-feira, 4 de janeiro de 2011

...

Nos últimos tempos tornei-me numa pessoa fria, egoísta, arrogante e tentei sempre não mostrar os meus sentimentos. Sempre tentei ao máximo fugir do que sentia. Tinha vontade de chorar e metia-me a rir para as lágrimas não correrem, apetecia-me dizer um "adoro-te" ou "gosto de ti" e sentia um aperto no coração e sentia-me a pessoa mais estúpida e acabava por ir dormir para não me sentir tão mal.
Nesses mesmos tempos, fiz várias pessoas sofrerem. Afastei-me de várias pessoas e aproximei-me de outras. E neste momento, o que é que tenho ?
Tenho tudo e ao mesmo tempo sinto que não tenho nada.
Desilusões? Todos as temos. E neste momento não me sinto desiludida, iludida nem enganada. Sinto-me TRISTE. Sinto um vazio.
A Cristiana que nunca se arrependia de nada, que dizia não sentir nada, que não chorava, neste momento sente-se a pessoa mais triste e sozinha à face da terra.
De há uns meses para cá, tudo me irritava, não queria saber de nada e agora arrependo-me de tudo isso.
Deixei a escola para dormir. Sim DORMIR, e para quê ? Para não pensar. Para não pensar nos problemas, para fugir a tudo, para não ter responsabilidades.
E agora ? E agora dava tudo para voltar atrás.
Penso naquilo que era e no que sou e não tenho explicação. Nada que possa dizer explica as minhas atitudes.
Até ao meu 7º ano, podia não ser uma rapariga com EXCELENTES notas, mas esforçava-me, preocupava-me. Agora ? Agora nada importa.
Muitos dizem: Aquilo que aconteceu à mãe influenciou-a mais do que as pessoas pensam.
Talvez, não digo que não influenciou, mas não é desculpa.
Agora vejo na escrita uma maneira de dizer tudo o que sinto, tudo o que me preocupa.
Gostava de começar do zero, de mudar tanta coisa. Mas não posso.
Já errei tanto, já segui tanto caminho errado e agora que me apercebi disso é tarde.
E ao mesmo tempo que digo que é tarde, tenho a maior força para dizer a mim mesma que ainda vou muito a tempo.
Tanta gente me avisou e eu nunca liguei. Achei que podia fazer tudo sozinha, que não precisava de ninguém. Mas é mentira.
Preciso das pessoas que gosto ao meu lado, preciso do apoio dessas mesmas pessoas.
Por muito orgulhosa que seja, também tenho sentimentos, também sofro, choro e arrependo-me.



Um dia disseram-me: "Vais ser feliz" .
Quando é que poderei dizer "Sou feliz" ?

1 comentário:

  1. é como textos como estes que uma pessoa reflecte também para si mesma porque nimguem é perfeito e toda a gente comete erros...
    é com os erros que see aprende e tu meu amor aprendeste ...
    nunca me voltes a dizer que não tens sentimentos porque tens e eu sei disso porque tambem sabes ser paneleira quando queres....
    amo-te muito minha grande (L)

    ResponderEliminar