segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

....

"Estabilidade"! É a única coisa que eu quero neste momento.
Quero acordar sem guerras, sem preocupações do género "Quem me vai chatear hoje?", "Qual será o motivo da discussão de hoje?", só queria um pouco de paz.
Já procuro isto há tanto tempo e ainda não consegui encontrar. O que será preciso? Será que procuro em vão? Será que nunca vou ter direito a tê-la
Normalmente, as pessoas procuram pelos amores da sua vida, pelo/a seu/sua principe/princesa encantado/a, mas eu não...Só não quero estas guerras, apenas isto!
Não posso dizer que estou cansada, apenas quero mudar o meu estilo de vida, encontrar novas coisas, ir por caminhos que nunca fui. Se calhar é a curiosidade do desconhecido, se calhar é mesmo isto que eu preciso. Talvez seja isto que eu tanto preciso.
Sei que posso estar a cometer o maior erro da minha vida, mas neste momento é isto que quero. Sei que vou virar costas a pessoas que me podem ver como uma inimiga para sempre. Mas o que hei-de fazer se essas pessoas nunca se preocuparam com aquilo que eu pensava?
E apesar destas perguntas, eu sei que a preocupação está lá, mas não é demonstrada da forma correta e neste momento, eu não consigo lidar com isto nem quero lidar.
Há que saber ir por outros caminhos, quando as coisas não funcionam e evitar que cheguem aos extremos, e eu já estou disposta a isso.
Preciso de tempo para mim, tempo para saber o que tenho que fazer.
Um conselho:
Por vezes, quando as pessoas vos deitam abaixo de todas as maneiras, "refilam" com aquilo que vocês fazem ou dizem, não é por quererem o vosso mal, não é por não gostarem de vocês, mas sim, para vos verem bem e a tomar as decisões corretas.

Apesar de estar prestes a seguir outro caminho, levo estas duas pessoas sempre no meu coração, afinal sangue é sangue *

Sem comentários:

Enviar um comentário